Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Scarlett Johansson debaixo fogo por aceitar fazer papel de homem transgénero no cinema

A atriz já respondeu às críticas

Depois de ter sido acusada de "embranquecimento" de pele após interpretar Motoko Kusanagi na adaptação para cinema de "Ghost in the Shell - Agente do Futuro", em 2017, Scarlett Johansson voltou a ser alvo de diversas críticas por outro papel que irá representar no grande ecrã.

A atriz irá interpretar um homem transgénero em "Rub & Tug", filme baseado na história verídica de Jean Marie Gill / Dante "Tex" Gill, que foi dono de um salão de massagens e de uma rede de prostituição em Pittsburgh, nos anos 70 e 80, depois de ter nascido mulher. Quem critica a escolha de Scarlett para o papel defende que o mesmo deveria ser interpretado por uma pessoa também ela transgénero.

A resposta da atriz não se fez esperar: "eles que falem com os representantes do Jeffrey Tambor, do Jared Leto e da Felicity Huffman", atores que também interpretaram personagens transgénero no cinema e na televisão. A reação, previsivelmente, desencadeou outras reações: