Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

Taylor Hawkins dos Foo Fighters recorda a overdose que sofreu em 2001. “Foi um ponto de viragem”

O baterista falou da sua dependência de drogas, que poderia ter significado o fim da banda

Taylor Hawkins, baterista dos Foo Fighters, falou à rádio Beats 1 sobre a sua dependência de drogas, em particular sobre a overdose de heroína que sofreu em 2001.

Essa mesma overdose, que aconteceu durante uma visita a Londres, deixou Hawkins em coma durante duas semanas, levando-o a pensar que esse poderia ter sido o fim da banda - já que, pouco depois, Dave Grohl se juntaria aos Queens of the Stone Age.

"Ao fazer o 'One By One' [álbum de 2002] sentíamos mesmo que era o fim", explicou, antes de se insurgir contra a glamorização das drogas.

"Acho que isso passa uma má mensagem. As pessoas vão fazer o que lhes apetece, os miúdos vão fazer asneiras, vão experimentar com drogas. Se alguém tiver tendência para o vício, ou se for um puto parvo, irá ficar agarrado. É preciso ter cuidado", afirmou.