Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Anton Corbijn

Getty Images

Operação U2: Anton Corbijn, um novo aliado

A relação da banda irlandesa com o fotógrafo que ajudou a moldar a sua imagem pública começou durante a digressão de promoção ao segundo álbum, “October”

O fotógrafo, realizador e designer holandês Anton Corbijn tornou-se uma figura importante na carreira dos U2, ajudando a criar e moldar a imagem pública da banda irlandesa a partir da digressão de promoção ao segundo álbum, “October”, que se alongou entre 1981 e 1982. O artista começou a sua carreira ainda nos anos 70, tendo feito retratos de David Bowie, Lou Reed ou Miles Davis, entre outros, mas tornou-se mais conhecido depois de se associar aos U2 e aos Depeche Mode, com quem tem vindo a trabalhar ao longo de quase 40 anos.

O primeiro encontro da banda com o fotógrafo aconteceu em fevereiro de 1982, em Nova Orleães, nos Estados Unidos, e “War”, o terceiro álbum dos U2, editado em 1983, foi o primeiro a contar com as fotografias de Corbijn. Depois, também “The Joshua Tree” e “Achtung Baby”, entre outros, contariam com os seus préstimos. Além de os fotografar, o artista também realizou vídeos de ‘Pride (In the Name of Love)’ (1984); ‘One’ (1992); ‘Please’ (1997); e ‘Electrical Storm’ (2002).

Em 2005, editou o livro “U2 & I: The Photographs 1982-2004”, com anotações pessoais, que incluía, claro, a sessão que fez com o grupo irlandês em Lisboa, no mês de abril de 2004, para o álbum “How to Dismantle an Atomic Bomb”. Em 2009, a parceria deu outro passo importante, com Corbijn a assinar a realização de “Linear”, filme que acompanhou a versão digital e em DVD do álbum “No Line on the Horizon”. A digressão de celebração dos 30 anos de “The Joshua Tree”, levada à estrada no ano passado, contou com imagens em vídeo captadas pelo fotógrafo como pano de fundo do palco.