Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Mariah Carey e Stella Bulochnikov

Getty Images

Mariah Carey terá sido internada depois de preparar jantar para Michael Jackson, Whitney Houston e Prince, já falecidos

É o que dizem os advogados da ex-manager, Stella Bulochnikov, que também acusa a artista de assédio sexual

Os advogados de Stella Bulochnikov, ex-manager de Mariah Carey que a acusa de incumprimento de contrato e assédio sexual, vieram a público defender que a cantora norte-americana só luta com a bipolaridade porque não se medica.

Em declarações ao site de celebridades The Blast, Pierce O'Donnell e Bert Fields, conhecidos advogados de Hollywood, dizem que têm incidentes assustadores e perigosos da cantora para contar caso ela não pague a Bulochnikov os milhões que, alegadamente, lhe ficou a dever.

Depois de acusarem a artista de ser "viciada em álcool, comprimidos e marijuana" e de só sofrer de bipolaridade porque "se recusou a tomar a medicação", referem um acontecimento insólito.

Há dois anos, Nick Cannon, ex-marido e pai dos filhos de Mariah, terá ligado a Bulochnikov porque a ama das crianças ficou alarmada depois de a artista, envergando um vestido de gala e uma tiara, lhe ter pedido para preparar os filhos para um jantar com Michael Jackson, Whitney Houston e Prince, todos já mortos.

Após esse incidente, Mariah terá sido hospitalizada e seguida por profissionais de saúde mental durante várias semanas. Ao voltar para casa, alegadamente estável, ter-se-á recusado a tomar a medicação prescrita pelos psiquiatras.