Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

Lily Allen afirma que foi vítima de assédio sexual e vai processar o agressor

A cantora britânica diz "não querer ganhar dinheiro" com o processo

Lily Allen afirma ter sido vítima de assédio sexual, e irá processar o seu agressor.

À conversa com o jornalista James O'Brien, no podcast Unfiltered, Allen diz não poder "falar muito do caso" devido a "questões legais", mas garante que irá a tribunal.

A cantora britânica diz que "não quer ganhar dinheiro", e sim "tirar o nome deste idiota [o agressor] da minha boca e da minha cabeça". "Se fosse pelo dinheiro, processava-o nos tribunais cíveis e chegava a um acordo de não-divulgação. Não é isso que eu quero", rematou.

O nome do agressor não foi revelado por Lily Allen, que no passado já havia dito ter sido assediada pelo comediante James Corden.

Sobre os vários casos de assédio que têm sido revelados, a cantora diz achar "interessante" que se pense que as mulheres têm algo a ganhar destas acusações.

"Creio que a maior parte das mulheres quer é tirar um peso de cima", explicou. "Poder dizer que já não quer andar com essa bagagem. Que não desaparece".