Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

Afinal Axl Rose terá ficado “perturbado e abatido” com a morte de Kurt Cobain

A relação entre os Guns N' Roses e os Nirvana, nos anos 90, não foi a melhor

Nos anos 90, a relação entre os membros dos Guns N' Roses e dos Nirvana não foi a melhor.

Desde as declarações de Kurt Cobain, que descreveu os GN'R como uma banda "sem nada para dizer", passando pela sua recusa em partir em digressão com o conjunto de Axl Rose e Slash, e pelos insultos de Axl ao casal Kurt Cobain - Courtney Love ("drogados", disse), a disputa durou durante alguns anos - pelo menos, até ao suicídio de Cobain.

Suicídio esse que, apesar de tudo, deixou Axl Rose "perturbado e abatido", segundo o antigo manager dos Guns N' Roses, Doug Goldstein.

À conversa com o podcast GN'R Central, Goldstein afirma que Axl via Kurt Cobain como uma espécie de "alma irmã": "Ele sabia que o Kurt também era um artista atormentado. Ficou muito perturbado [com a morte de Cobain]", afirma.

Poucos dias antes do suicídio de Kurt Cobain, o líder dos Nirvana viajou para Los Angeles no mesmo avião que Duff McKagan, baixista dos Guns N' Roses, que Doug Goldstein diz ainda hoje se sentir "traumatizado".

"[McKagan] ainda sofre de stress pós-traumático por não o ter convidado para ir consigo, para não ir sozinho para casa. Nem sequer se esforçou para o fazer, pensou apenas nisso depois do sucedido. Mas não se pode voltar a pôr o génio dentro da garrafa", concluiu.