Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Ele saiu dos Nirvana nas vésperas do sucesso. E agora diz o que pensa sobre isso

O baterista Chad Channing falou do seu período nos Nirvana, em nova entrevista

Chad Channing continua a ser um nome mais ou menos esquecido na história do rock e dos Nirvana.

O baterista, que pertenceu à banda entre 1988 e 1990, foi posteriormente eclipsado pelo seu substituto, Dave Grohl, e pelo sucesso que este alcançou fora dos Nirvana.

Em nova entrevista à KAOS TV, Channing falou do seu período nos Nirvana, e sobre a sua saída da banda, em 1990.

Questionado sobre se se arrepende dessa decisão, o baterista garante que não é o caso. "Sempre pensei que as coisas acontecem por um motivo. Eu fui uma peça importante na banda durante algum tempo, e depois eles precisaram de outra peça, para fazer outras coisas", disse.

"As divergências entre nós foram puramente musicais. Sempre fomos amigos", explicou ainda. "Lembro-me da primeira vez que os vi com o Dave Grohl, que foi a primeira vez que os vi no espaço de um ano, e foi muito bom vê-los".

"Não me arrependo de nada. Lembro-me daqueles dias e penso, 'uau, fiz parte de algo'. E isso deixa-me satisfeito", rematou.