Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Dua Lipa

Dua Lipa apoia movimento #MeToo mas diz que “por sorte” nunca sofreu “qualquer tipo de assédio sexual”

Artista britânica falou também sobre o sexismo da indústria musical e aquilo que os fãs podem esperar do segundo álbum

Dua Lipa mostrou o seu apoio ao movimento #MeToo numa entrevista à revista masculina GQ, mas garantiu que nunca foi alvo de assédio sexual. "Tenho sorte porque nunca sofri qualquer tipo de assédio sexual, mas este movimento é muito importante".

A artista britânica acrescenta: "é incutido nas nossas mentes [desde pequenas] que os rapazes vão ser sempre assim e de que é diversão que não faz mal a ninguém, que não há problema e que devemos desvalorizar".

"Para uma artista feminina, é muito mais difícil ser levada a sério se não ficas sentada num piano ou não agarras numa guitarra", acrescenta depois, referindo-se ao sexismo da indústria musical, "as pessoas automaticamente assumem que um artista masculino escreve a sua própria música, mas quando é uma mulher presumem que é tudo fabricado".

Na entrevista, que só chega às bancas no final desta semana, Lipa fala ainda sobre o segundo álbum, ainda sem edição agendada: "é um disco pop que te vai fazer dançar, mas muitas canções são tristes. São sobre ter o coração partido e sobre manipulação emocional".

Instagram
Instagram