Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

Revoltados com declarações de Jesse Hughes, fãs viram costas aos Eagles of Death Metal

O vocalista dos Eagles of Death Metal apelidou os estudantes que marcharam nos EUA contra as armas de fogo de "patéticos"

Após as declarações polémicas de Jesse Hughes, que apelidou os estudantes que marcharam nos EUA contra o livre acesso e posse de armas de fogo de "patéticos" e "nojentos", os fãs dos Eagles Of Death Metal estão agora a virar costas à banda.

Nas redes sociais, são vários os fãs que afirmam que não voltarão a ouvir ou a apoiar a banda norte-americana. Há, até, quem esteja a vender os CDs dos Eagles Of Death Metal comprados ao longo dos anos.

"Não separo a arte do artista, já que a política está tão entranhada na música. Vou vender os meus discos dos Eagles Of Death Metal e doar esse dinheiro a uma organização anti-armas", escreve uma fã, no Twitter.

Esta não é a primeira polémica em que se vê envolvido Jesse Hughes, que após o atentado no Bataclan, no qual a banda se viu envolvida, disse que o controlo de armas em França tinha "falhado" e que "toda a gente devia ter acesso a armas".