Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Festival F - Rui Veloso

Marta Ribeiro

Rui Veloso sobre Salvador Sobral: “Um gajo ficar famoso por uma canção é terrível”

Em entrevista a Rui Unas, Rui Veloso comentou a rápida ascensão de Salvador Sobral, após a vitória no Festival da Canção. “Ele foi um anjo, no meio dos diabinhos todos”

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Em entrevista ao programa de Rui Unas no Youtube, Rui Veloso comentou a rápida ascensão de Salvador Sobral após a vitória no Festival da Canção.

“A fama é uma coisa que tira mais do que dá”, considera o veterano. “Um gajo ficar famoso por uma canção é terrível”, acrescenta, contando ainda que Salvador Sobral “não queria cantar” 'Amar pelos Dois', a canção que lhe viria a dar a vitória na Eurovisão.

“Eu disse-lhe: oh Salvador, vais ter de cantar a canção!”, recorda Rui Veloso, defendendo que, sobretudo para quem está em início de carreira, ficar conhecido por uma só canção é “uma prisão” e acarreta a “responsabilidade” de igualar esse sucesso.

Na opinião de Rui Veloso, Salvador Sobral deve agora “resguardar-se e ter muita paciência”.

Além do sucesso obtido pelo jovem intérprete, a “única coisa boa” da passagem de Salvador Sobral pelo Festival da Canção, na ótica de Rui Veloso, foi provar que, afinal, o público quer mais do que reality shows.

“Num festival que é do mais pimba que há, as pessoas escolheram o que era bom, na minha perspetiva. Isso prova que, apesar de os diretores nos quererem dizer que o povo é que quer [certos programas] e que não há alternativas, isso é mentira. O povo provou-o, ao escolher a canção mais despida do festival”.

“Não vi as outras, porque [o festival] é horrível”, reconheceu ainda. “Aquilo não é audível, é um festival de ruído, e o Salvador foi um anjo, no meio dos diabinhos todos”.