Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Cláudia Pascoal

A gondomarense com 3 cursos que adora jazz. Quem é Cláudia Pascoal, a vencedora do Festival da Canção

Começou a tocar guitarra durante a adolescência e diz que tem um disco gravado mas por editar. Admiradora de David Fonseca e Luísa Sobral, é a voz que vai representar Portugal na Eurovisão

Cláudia Pascoal, a vencedora da edição deste ano do Festival da Canção, tem 24 anos, é original de São Pedro da Cova, em Gondomar e começou a apostar na música ainda durante a adolescência, tenho aprendido a tocar guitarra com 15 anos.

Instagram
Instagram

Tirou três cursos - ourivesaria, artes plásticas e um mestrado em produção e realização em audiovisual - mas diz que é na música que pretende concentrar-se agora porque é a arte com que mais se identifica.

Em 2015, participou no programa "Ídolos", tendo rapidamente mostrado que o jazz era o género que mais lhe enchia as medidas, mas não chegou a fazer parte dos concorrentes finalistas. 'Take Five' de Dave Brubeck foi a canção que lhe mudou a vida e que a levou a ouvir jazz com mais atenção, apesar de assumir admiração por artistas pop como David Fonseca e Luísa Sobral.

Depois de uma temporada a apresentar o programa da SIC Radical "Curto-Circuito", voltou a tentar a sua sorte num concurso de talentos televisivo.

O seu percurso no "The Voice Portugal", da RTP, foi mais feliz do que no "Ídolos", tendo feito parte da equipa de Aurea e chegado até ao top 8. Antes ainda de participar no programa, gravou o single 'Ocasionalidade', um dueto com Pedro Gonçalves, que também participou no concurso de talentos e na edição do ano passado do Festival da Canção.

Diz ter gravado um EP a solo que nunca chegou a editar, tendo-se dedicado, entretanto, a um outro projeto que tem, os M O R H U A, que compõem originais em inglês e se movem entre o jazz e os blues. Quer voltar a gravar em português e tenciona fazer algo de novo para editar ainda este ano.

O seu instrumento de eleição neste momento, apesar de ter começado pela guitarra, é o ukulele. Foi com esse "familiar" do cavaquinho que se apresentou frente ao júri do "Ídolos", em 2015, para cantar 'La Vie En Rose'.

Instagram