Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

U2

Getty Images

Ainda sonha comprar um bilhete para os U2? Então prepare-se para abrir os cordões à bolsa

Há bilhetes para ver os U2? Não e sim. Nós explicamos

Esgotados nos canais oficiais os bilhetes para os concertos dos U2 na Altice Arena, em Lisboa, nos próximos dias 16 e 17 de setembro, resta aos fãs mais sedentos o recurso a plataformas de venda "secundária" como os conhecidos Viagogo e Seatwave. Inegável é que muitos dos compradores dos mais cobiçados ingressos de espetáculos fazem-no já com uma perspectiva de negócio, alimentando este mercado paralelo que não é alheio a algumas burlas, como é frequente ver relatado nas redes sociais. Compradores "profissionais" são também, frequentemente, vendedores "profissionais".

Tomando as já esgotadas – pelas vias oficiais, repete-se – datas da banda irlandesa na capital portuguesa na reta final do próximo verão, há ainda algumas opções disponíveis. No Viagogo, por exemplo, no momento em que procurávamos bilhetes disponíveis para U2, o número de pessoas que o site indicava nas mesmas circunstâncias ascendia a 10 mil, um indicador da pressão da procura que empurra os preços para a estratosfera. Com bilhetes a desaparecerem do site a olhos vistos, os lugares de plateia para os concertos portugueses são os mais procurados, dado que são também os mais económicos: na "venda oficial" custavam 80 euros, agora são revendidos a 350 (para dia 16). No Viagogo uma entrada para o 3º sector, balcão 2 ultrapassa os 600 euros (80 euros pagou por ele quem conseguiu adquirir bilhete "dentro do prazo", também para dia 16). 292 bilhetes era o "stock" desta plataforma para o primeiro concerto. A esse investimento há ainda que adicionar as taxas cobradas por cada um dos diferentes sites de revenda, que por vezes são avultadas - facilmente podem ultrapassar uma centena de euros.

À hora a que consultámos o Seatwave, um site que faz parte da Ticketmaster, já só tinha 8 bilhetes disponíveis para o primeiro concerto dos U2, começando nos cerca de 350 euros e indo até aos 600, a que acrescem mais de 100 euros em taxas. Já no Ticketnetwork, por outro lado, os bilhetes começavam nos 680 euros e subiam, para a cobiçada e exclusiva Red Zone, aos 4500 (!) euros...

No Stubhub verificámos a disponibilidade de apenas 14 bilhetes, apreciados por mais de 200 pessoas. Caso alguma se tenha decidido pela compra, terá desembolsado entre 300 e 500 euros para acesso ao Balcão 2 ou à plateia geral, valor novamente acrescido de taxas.

Sendo a maioria destes sites do "mercado secundário" meros intermediários entre comprador e vendedor, alerta-se para potenciais problemas ou burlas. Não obstante alguns serem habitualmente fiáveis e protegerem o comprador de eventuais danos, são contestados por alguns promotores, como Álvaro Covões, da Everything Is New.