Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

James Franco acusado de conduta sexual imprópria por várias mulheres

As acusações surgiram pouco depois de James Franco vencer um Globo de Ouro para Melhor Ator

O ator James Franco foi acusado por diversas mulheres de má conduta sexual, após ter vencido um Globo de Ouro para Melhor Ator na categoria Musical/Comédia, na cerimónia ocorrida no passado domingo.

Durante a cerimónia, Franco usou um pin com a mensagem "Time's Up", em referência a uma campanha de apoio às vítimas de assédio e abuso sexual dentro da indústria do entretenimento.

Um gesto que levou várias atrizes a pronunciar-se, nas redes sociais, sobre a "ironia" do mesmo - e acusando o próprio Franco de assédio.

Foi o caso da atriz Violet Paley, que afirmou no Twitter ter sido alvo de assédio por parte de James Franco. "Lembras-te daquela vez em que puxaste a minha cabeça para junto do teu pénis exposto, dentro de um carro?", escreveu.

Paley revelou ainda que Franco lhe ligou, e a mais mulheres, semanas antes da cerimónia, oferecendo-lhes um pedido de desculpa pelos seus atos.

"Não o aceitei, mas talvez as vidas de algumas pessoas tivessem sido melhoradas se ele tivesse doado o que ganhou com o [filme] Um Desastre de Artista à RAINN", uma organização de apoio às vítimas de violência sexual.

Também Sarah Tither-Caplan, uma outra atriz, revelou que Franco a obrigou a fazer cenas de nudez em dois dos seus filmes, justificando-o com o contrato assinado. E uma outra atriz, Ally Sheedy, apagou uma publicação no Twitter em que dizia "o James Franco acaba de ganhar [um Globo de Ouro]. Nunca me perguntem porque deixei a indústria da televisão e do cinema".

Entretanto, o ator já reagiu a estas acusações, durante uma aparição no programa de televisão do comediante Stephen Colbert.

Segundo o ator, os relatos destas mulheres "não correspondem à verdade", mas defende o direito delas de o dizerem.

"Não sei o que fiz à Ally Sheedy. Fui diretor de uma peça na Broadway em que ela entrava. Passei bons momentos com ela, tenho-lhe o maior respeito e não sei porque está chateada", esclareceu.

"Quanto às outras mulheres, digo que ao longo da minha vida me orgulho de me responsabilizar pelo que fiz. As coisas que ouvi não estão corretas, mas apoio que as pessoas as digam porque, durante muito tempo, não tiveram uma voz".

"Se fiz algo de errado, irei consertá-lo. Tenho de o fazer, é assim que funciona. Não sei o que mais fazer. Estou aqui para aprender e para mudar o meu ponto de vista, e quero fazê-lo", concluiu.