Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Vocalista de banda de tributo aos Iron Maiden preso por tráfico de droga

Daniel Whitmore, vocalista da banda Powerclown, é acusado de ter entrado no Japão com dez quilos de droga

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Daniel Whitmore, vocalista de uma peculiar banda de tributo aos Iron Maiden, os Powerclown, foi preso por tentar entrar no Japão com um carregamento de droga no valor de quase seis milhões de euros.

Conhecido, nos Powerclown, como Dicksee Diànno (uma referência ao antigo vocalista dos Iron Maiden, Paul Di’Anno), o canadiano foi detido no aeroporto de Narita no passado mês de dezembro e, a julgar por casos semelhantes num país que tem tolerância zero para traficantes de droga, arrisca-se a ser condenado a dez ou mais anos de prisão.

Segundo a imprensa internacional, o músico - que lidera uma banda em que todos os membros se vestem de palhaço - transportou dez quilos de droga (que as autoridades japonesas não identificam, afirmando apenas tratar-se de uma substância estimulante) no estojo da sua guitarra e em latinhas de chá.

No Facebook, os seus companheiros de banda garantem não defender as suas ações, desejando porém o melhor desfecho para a situação do seu "amigo de cara pintada".