Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

LCD Soundsystem no Vodafone Paredes de Coura

Rita Carmo

Os melhores de 2017 para Público, Radar e Antena 3

O Ípsilon, a Antena 3 e a Radar, entre outros, já revelaram as suas listas de melhores discos e canções do ano que agora termina

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

A poucos dias do final do ano, continuam a chegar listas de melhores álbuns e canções de 2017.

Em Portugal, o Ípsilon, suplemento cultural do jornal Público, revelou hoje as suas escolhas.

Em primeiro lugar estão os LCD Soundsystem, com American Dream, seguidos por Aldina Duarte (Quando Se Ama Loucamente) e Damn, de Kendrick Lamar.

War on Drugs, Luís Severo, Pega Monstro, Converge, Éme, Fever Ray e Ibeyi completam o top 10 do Ípsilon.

Para a Antena 3, James Murphy e a sua "pandilha" também fizeram o melhor disco internacional; a American Dream seguem-se os War on Drugs (A Deeper Understanding) e Thundercat (Drunk), bem como Arcade Fire, The xx, Father John Misty, Courtney Barnett & Kurt Vile, The National, King Gizzard & the Lizard Wizard e Loyle Carner.

A estação de rádio elaborou também um top de melhores canções, com "Big Fish", dos Gift, a liderar a contagem nacional, seguida por "Skylab", dos Orelha Negra, e "Hemma", de Surma. "Ctrl + C Ctrl + V", dos Ermo, "Terra Firme", de Benjamim e Barnaby Keen, "Ainda Não Acabei", de Manel Cruz, "A Escola", de Luís Severo, "Casa", de Slow J, "Joaquim", de S. Pedro e "Better Men", de Duquesa, também estão no top 10.

Nas canções internacionais, "Everything Now", dos Arcade Fire, é a vencedora, seguida por perto por "Tonite", de LCD Soundystem, e "Humble", de Kendrick Lamar.

Na Radar, têm sido publicados tops individuais de cada radialista: para Pedro Ramos, os melhores do ano foram Async, e de Ryuichi Sakamoto, o homónimo de Luís Severo; Joana Bernardo escolheu também Luís Severo e Sleep Well Beast, dos National. Pode ver mais listas da Radar aqui.

Para o site Altamont, os LCD Soundsystem levam o ouro, seguidos por Kendrick Lamar, King Krule (The Ooz), Fleet Foxes (Crack-Up) e Roger Waters (Is This The Life We Really Want?).

Por seu turno, o M de Música destaca os discos dos ingleses The xx, dos nacionais Beatbombers e Slow J e dos norte-americanos Queens of the Stone Age e The National.

Os melhores do ano para a BLITZ podem ser acompanhados aqui e aqui.