Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

Bono emite comunicado depois de ver o seu nome envolvido nos “Paradise Papers”

O vocalista dos U2 terá feito investimentos através de paraísos fiscais

Bono, vocalista dos U2, emitiu um comunicado no qual se diz "angustiado" após ter sido mencionado nos Paradise Papers, um conjunto de documentos que registam vários investimentos feitos em paraísos fiscais, feitos por grandes figuras políticas e celebridades (em Portugal, a sua divulgação é um exclusivo do "Expresso").

O músico terá, alegadamente, recorrido a uma empresa na ilha de Malta, um conhecido paraíso fiscal, para pagar um investimento que fez no Ausra Shopping Cente, na Lituânia, em 2007.

No comunicado em questão, Bono afirma ainda que o seu nome está envolvido em algo "menos do que exemplar". "Levo estas coisas muito a sério. Fiz campanha para que houvesse transparência no que diz respeito à propriedade efetiva de empresas offshore. É por isso que o meu nome está nos documentos e não ligado a um fundo".

Um porta-voz do músico já havia dito que Bono era "um investidor passivo e minoritário" na Nude Estates, a empresa que adquiriu o Ausra, e que depois foi transferida de Malta para Guernsey, outro paraíso fiscal.