Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Tony Carreira acusado de plágio: ouça e compare algumas das canções da polémica

O Ministério Público fez a comparação entre as pautas musicais de 11 originais, indicando os autores e os respetivos intérpretes, na maioria obras e artistas franceses e latinos. Veja aqui alguns exemplos

O Ministério Público (MP) acusou o cantor Tony Carreira de plagiar 11 músicas de autores estrangeiros, com a colaboração do compositor Ricardo Landum, também arguido, considerando que se "arrogaram autores de obras alheias" após modificarem os temas originais.

No despacho de acusação do MP a que a agência Lusa teve acesso relata-se que, "conhecedor da falta de consentimento para se apropriar de obras originais e de que apenas se limitou a modificar", Tony Carreira alterou a sua qualidade junto da Sociedade Portuguesa de Autores, de autor para adaptador, em relação a três músicas, "quando foi confrontado com a inveracidade da autoria de trabalhos que havia registado anteriormente". São elas "Depois de Ti Mais Nada", "Se Acordo e Tu Mão Estás Eu Morro" e "Sonhos de Menino".

De acordo com o refererido despacho, "Después de Ti...Qué" é uma música criada por Rudy Amado Perez, em 2000, e que terá dado origem a "Depois de Ti Mais Nada". Ouça e compare:

A obra "Me Muero", da autoria de Maria Graciela Galan e Joaquin Galan Cuervo (popularizado pelo duo argentino Pimpinela), foi, segundo o MP, a base para a composição da música "Se Acordo e Tu Não Estás Eu Morro":

"L'Idiot", de 1981, da autoria de Hervé Vilard e Henri Didier René, esteve na origem da criação do tema "Sonhos de Menino":

Noutras canções, Carreira reclama-se autor e não adaptador. É o caso de "Esta Falta de Ti", de 2004, possivelmente baseada em "Toi Qui Manques à Ma Vie", canção editada dois anos antes pela canadiana Natasha St-Pier:

Os autos tiveram origem numa queixa-crime apresentada pela Companhia Nacional de Música. Ainda decorre o período para que seja requerida a abertura de instrução.