Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Sinéad O'Connor

Sinéad O'Connor acusa o pai: “Sou o fruto da violação da minha mãe”

A cantora irlandesa voltou a usar o Facebook para partilhar confissões e acusações

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Sinéad O'Connor voltou a usar a sua página no Facebook para fazer revelações sobre a sua vida familiar.

Começando por dizer que deixou de acreditar em "proteger o agressor e diabolizar as vítimas", a cantora escreve: "Até 1990, na Irlanda, a violação no contexto do casamento era legal. É difícil de acreditar, mas é verdade. O que também é difícil de acreditar mas é verdade é que eu sou o fruto da violação da minha mãe, pelo meu pai. Ele vai mentir, claro, provavelmente recorrendo aos meus irmãos, e vai acusar-me de estar a mentir. Mas não me vai processar", garante a irlandesa, referindo-se a transcrições do caso no tribunal, com data de 1974 e 1975.

"Porque é que estou a revelar isto agora?", escreve ainda Sinéad O'Connor. "Porque, nas últimas semanas, recebi tratamento para vítimas de trauma e percebi que a voz da minha mãe merece ser ouvida. Adoro-te, mamã. Com toda a minha alma. Ele não se safou com isto. Porque eu sou corajosa, honesta, e amo-te. E vim a este mundo para te proteger".

A artista acusa ainda o pai de ter espancado a mãe (falecida, em 1985, vítima de um acidente automóvel).

"Ela merece ser ouvida, merece que acreditem nela, como qualquer vítima de violência doméstica ou violação. E o que ela me fez a mim foi o que ele fez a ela. Que descanse em paz, até eu poder voltar a abraçá-la".

Num outro post, Sinéad O'Connor dirige-se diretamente ao pai, fazendo referência a episódios de assédio e concretizando: "És um molestador sexual e um violador. Não penses que te safaste. Nem penses que as 'muitas mulheres' de que te gabavas de ter irão ao teu funeral por outra razão que não seja a de verificarem se estás mesmo morto".