Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

Lisboa muito perto de garantir a organização do festival da Eurovisão

Nos próximos dias, os responsáveis da União Europeia de Radiodifusão irão efetuar uma nova visita técnica à MEO Arena

A MEO Arena é o local mais provável para a organização da próxima edição do festival da Eurovisão. O equipamento situado no Parque das Nações, sabe a BLITZ, é aquele que dispõe das melhores condições para acolher a produção do evento televisivo. Porém, o facto de algumas datas daquela sala já estarem reservadas pode dificultar a realização em Lisboa do evento. A Eurovisão, ao contrário do que se possa julgar, obriga à ocupação do equipamento por um largo período que pode ultrapassar as sete semanas.

A próxima visita técnica irá acontecer muito brevemente e pode ser decisiva na escolha da cidade, sabendo-se que a MEO Arena é o único pavilhão multiusos com capacidade para suspender todo o equipamento utilizado numa produção como esta. Além das valências do pavilhão que irá acolher a grande final, há fatores importantes para a escolha da cidade como a proximidade de aeroporto, capacidade hoteleira e outros.

Outra das cidades concorrentes à realização da Eurovisão é Gondomar. Contudo, o Pavilhão Multiusos da cidade, noticiou o “Jornal de Notícias”, pode vir a ser hipotecado devido às dívidas da autarquia. O município de Gondomar poderá ter de devolver 11,7 milhões de euros de fundos comunitários, oferecendo o pavilhão como garantia. As outras duas cidades ainda candidatas são Braga e Santa Maria da Feira. O Pavilhão de Exposições de Braga terá iniciado há poucos dias obras de requalificação no valor de oito milhões de euros. O prazo estipula que estarão pronta em 255 dias, a tempo da Eurovisão, pode ler-se no “Correio do Minho”.

Em declarações ao “Jornal de Negócios”, Gonçalo Reis, administrador da RTP, afirmou que a empresa estatal já tem “um modelo definido” para a organização do certame. “Todas as Eurovisões implicam envolvimento das autarquias, do turismo e também um esforço de trabalhar com patrocinadores privados e anunciantes”, afirmou àquele diário.