Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

Red Hot Chili Peppers à beira da reforma? “Não sei se conseguimos continuar”, diz baterista

A banda da Califórnia é cabeça de cartaz do Super Bock Super Rock, esta semana, em Lisboa

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Chad Smith, baterista dos Red Hot Chili Peppers, deu a entender que a banda - que atua em Portugal na próxima quinta-feira - pode estar prestes a reformar-se.

Em entrevista à rádio Sirius XM, Smith confessou: "Estávamos a viajar de carrinha, depois de um concerto, quando o Flea diz: acham que devemos continuar durante muito mais tempo... Quando é que acham que devemos terminar isto?".

"E eu disse: não sei! Quero fazer discos, ainda adoro fazer discos, mas as digressões... não sei se conseguimos continuar", diz. "Três de nós temos 54 anos - o Antony, eu e o Flea. O Josh [Klinghoffer, guitarrista] tem 38 ou 39, ainda é novo. Mas não sei se conseguiremos continuar a fazer digressões muito longas - durante um ano ou um ano e meio, como costumamos fazer", explica, lembrando também o facto de os músicos quererem passar mais tempo com as suas famílias.

Chad Smith garante, porém, que os Red Hot Chili Peppers se sentem "muito gratos" ao seu público. "E adoramos atuar ao vivo. Não sei é como é que isso funcionará no futuro".

Os Red Hot Chili Peppers são os cabeças de cartaz do SBSR, que acontece em Lisboa a partir de quinta-feira. A banda de Los Angeles toca logo no primeiro dia, 13 de julho, e os bilhetes já estão esgotados.