Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

NOS Alive'17

Arlindo Camacho/Facebook NOS Alive.

Abriu a caça à super selfie: o NOS Alive'17 começou

Há dança no Coreto Arruada, guitarra portuguesa no EDP Fado Café e os You Can't Win, Charlie Brown a dar as "boas tardes" ao palco NOS

Rita Carmo

Rita Carmo

Fotojornalista

Está a caminho do NOS Alive e esqueceu-se do telemóvel (boa sorte!) ou da máquina fotográfica? A câmara avariou (sentimos a sua dor)? Não consegue encaixar todos os amigos que vêm consigo na fotografia? Não se preocupe... Está safo! Uma das novidades deste ano são as máquinas de selfies panorâmicas (ou mupis interativos) espalhadas pelo recinto: está aberta a caça à super selfie.

A BLITZ chegou ao recinto e apesar de o primeiro longo dia/noite do festival ter arrancado há pouco, já há quem tente a sua sorte nos inúmeros stands com as mais variadas iniciativas ou quem aguarde pacientemente pela entrada dos seus artistas de eleição em palco.

Se Rastronaut abriu o Coreto Arruada a bom ritmo - um grupo considerável de pessoas abanava-se ao som da música do produtor e DJ lisboeta -, a guitarra portuguesa de Mário Pacheco levou ao espaço EDP Fado Café (bem dito ar condicionado!) curiosos de várias nacionalidades enquanto Rita & O Revólver mostravam a sua soul no palco NOS Clubbing (a avaliar pelas reações, conquistaram bastantes novos fãs).

O palco NOS, espaço por onde passarão esta noite The Weeknd e The xx (até ao momento, ganham no concurso de fãs mais dedicados: passámos por muito "x" estampado em t-shirts e não só), foi inaugurado pelos lisboetas You Can't Win, Charlie Brown. A banda de Afonso Cabral trouxe Marrow, álbum que editou no ano passado, para apresentar, mas foi com "After December", do registo anterior, que nos apercebemos que muita gente não está apenas ali apenas a fazer tempo para os cabeças de cartaz e tem a letra da canção na ponta da língua.