Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

One Direction

Separação dos One Direction afinal não foi pacífica: “Não foi uma conversa agradável”

Um dos elementos da boy band britânica estava contra o “hiato” anunciado no início do ano passado

A separação dos One Direction, que estão em hiato desde janeiro do ano passado, afinal não foi pacífica. Louis Tomlinson explicou em entrevista ao jornal Observer que, inicialmente, esteve contra o intervalo na carreira da boy band.

"No último ano dos One Direction eu estava mais confiante do que nunca. E depois foi 'OK, hiato!", começou por dizer o cantor, "não foi propriamente uma conversa agradável. Eu já estava a ver onde aquilo ia parar".

Recorde-se que Zayn Malik foi o primeiro a desertar, abandonando o projeto para se concentrar numa carreira a solo em 2015. Agora, Tomlinson diz que se considera o menos popular dos originais cinco elementos.

"Se me perguntassem há um ano ou há 18 meses se eu ia seguir uma carreira a solo eu diria 'claro que não'", defendeu o cantor, acrescentando que teria preferido esperar "dois anos, cinco anos" pelo regresso ao ativo dos One Direction.

No entanto, Tomlinson editou o single "Just Hold On", uma parceria com Steve Aoki, no final do ano passado. Todos os outros elementos do grupo já editaram também material a solo.