Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Katy Perry e Taylor Swift

Getty Images

Guerra aberta! Taylor Swift regressa ao streaming no dia em que Katy Perry edita novo álbum

Perry falou sobre o desentendimento com a ex-amiga, garantindo “não sou o Buda - estas coisas irritam-me”

A guerra entre Katy Perry e Taylor Swift parece ter subido de tom: Swift decidiu voltar a disponibilizar hoje a sua música nos serviços de streaming... o mesmo dia em que Perry edita o novo álbum, Witness.

Recorde-se que a voz de "Blank Space" retirou todo o seu catálogo do Spotify e serviços semelhantes em 2014, manifestando-se contra a pouca compensação que os artistas recebiam por disponibilizar a sua música de forma gratuita.

Agora, supostamente para celebrar o facto de 1989, o seu mais recente álbum, ter vendido mais de 10 milhões de exemplares, voltou a colocar todo o seu catálogo nos serviços de streaming.

Foi precisamente em 1989 que a artista incluiu o tema "Bad Blood", no qual se refere à inimizade com Katy Perry. A colega falou pela primeira vez sobre o desentendimento entre ambas no Carpool Karaoke de James Corden e voltou agora a referir-se a ele numa entrevista com o NME.

"O James Corden faz-nos sentir muito seguros. Ninguém me tinha perguntado o meu lado da história e há sempre três lados para cada história: um, dois e a verdade", diz Perry, "não sou Buda - estas coisas irritam-me. Quem me dera conseguir dar sempre a outra face, mas não sou assim. Especialmente quando alguém tenta assassinar a minha reputação junto de miúdas pequenas. Não é bonito!".

"Bad Blood" foi escrita por Swift em parceria com Max Martin, colaborador de longa data de Perry. "Não posso falar por ele, mas ele não sabia sobre o que era a canção", diz a cantora ao NME, "não é suposto eu dizer-lhe o que pode ou não pode fazer. Sou muito justa. Não sou daquelas pessoas que diz 'não podes fazer isso porque não gosto dessa pessoa'".