Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Roger Waters

Roger Waters contra Thom Yorke por causa de Israel

Os dois músicos têm trocado acusações devido a um concerto dos Radiohead em Tel Aviv

Está longe de ser pacífica a ida dos Radiohead a Tel Aviv, Israel, no próximo dia 17 de julho, data que faz parte da sua nova digressão.

Após o anúncio do concerto, um grupo de músicos pró-Palestina, entre os quais Roger Waters, criticou a banda britânica pela decisão de tocar em Israel, pedindo aos Radiohead que "repensassem" a sua decisão em carta aberta.

Recentemente, em entrevista à Rolling Stone, Thom Yorke respondeu aos críticos dizendo que toda a situação era "perturbadora", "ofensiva" e "um desperdício de tempo".

"É bastante perturbador que eles tenham escolhido insultar-nos em público em vez de falarem connosco pessoalmente", afirmou.

Pouco depois, Waters respondeu a Yorke, também através da Rolling Stone. Diz o ex-Pink Floyd que, na verdade, tentou chegar à conversa com Yorke - mas este terá levado esse pedido como "uma ameaça".

"[A entrevista de Yorke] precisa de ter resposta porque não conta a história toda", alega, acrescentando: "Fiz todos os esforços para falar contigo pessoalmente, e ainda gostava de ter essa conversa", dirigindo-se ao vocalista dos Radiohead.

Waters explicou ainda as razões que o levaram, e a outros músicos como Thurston Moore e os Young Fathers, a fazer um boicote ao estado de Israel.

"Hoje é o 50º aniversário da ocupação da Palestina por Israel. Cinquenta anos a viver sob ocupação militar. Cinquenta anos para um povo sem direitos civis. Cinquenta anos sem recurso à lei. Cinquenta anos de apartheid".

"O boicote existe para mostrar a situação que vive o povo ocupado da Palestina, e para promover direitos civis iguais para todas as pessoas que vivem entre o Rio Jordão e o Mar Mediterrâneo, independentemente da sua nacionalidade, raça ou religião", acrescentou.