Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Céline Dion

Getty Images

Céline Dion, Britney Spears e Sia escrevem cartas de amor à comunidade LGBT

Iniciativa da revista Billboard celebra o mês do Orgulho. Também Liza Minnelli, Elton John, Christina Aguilera, Shirley Manson dos Garbage e Barbra Streisand participam

A revista norte-americana Billboard está a celebrar o mês de orgulho LGBT convidando vários artistas a escrever cartas de amor à comunidade. Entre eles, estão Céline Dion, Elton John, Britney Spears, Sia e Shirley Manson dos Garbage.

"Sinto-me honrada por poder oferecer palavras de entusiasmo, encorajamento e força em apoio ao Orgulho e a todos os meus amigos na comunidade LGBTQ", escreveu Céline Dion, "tenho tido a sorte de viver rodeada de tantas pessoas lindas da comunidade LGBTQ ao longo de toda a minha carreira... de artistas talentosos, músicos, produtores e escritores de canções a colegas que contribuíram de forma significativa para o meu sucesso e, por último, a tantos dos meus fãs leais, que se mantiveram ao meu lado, em nome do amor".

Elton John, por seu lado, escreveu: "obrigado por me aceitarem - mesmo quando outros não me aceitaram. Obrigado por nunca me julgarem - mesmo quando passei tempos complicados. Obrigado por abraçarem a minha música mesmo depois de todos estes anos. Este mês de Orgulho, celebro-vos. Mostraram ao mundo que pessoas de todas as crenças, cores e culturas podem juntar-se para apreciar música de um artista gay como eu. E, mais do que isso, mostraram ao mundo que todos somos merecedores de amor. Não exagero quando digo que, graças a vocês, a sociedade está a tornar-se mais justa, mais afetuosa e a ter mais compaixão. É algo de que nos podemos orgulhar - não apenas este mês, mas todos os meses e todos os dias do ano".

"De forma continuada, ao longo da minha carreira, vocês sempre me comunicaram o impacto positivo que eu tive em vocês", diz Britney Spears, "que vos trouxe alegria, esperança e amor quando não os tinham. Que a minha música é uma inspiração. Que a minha história vos dá esperança. Mas tenho um segredo para partilhar com vocês. São vocês que me animam. A lealdade inabalável, o facto de não me julgarem, a verdade sem arrependimentos. Aceitação! São as vossas histórias que me inspiram, que me trazem alegria e me fazem, a mim e aos meus filhos, tentar ser uma pessoa melhor".

"Sinto-me tão agradecida à comunidade queer e já me teria afastado há muito tempo sem ela", diz Sia, "especialmente ao meu manager David, que me segura a mão há 12 anos, na luz e na escuridão. Ele assumiu recentemente, de forma pública, que é seropositivo e a trasnformação da sua vergonha em auto-aceitação é algo mágico de ver. Estou tão feliz e tão orgulhosa dele. Posso afirmar, sem qualquer dúvida, que nunca teria sobrevivido sem os meus amigos queer, quer pessoalmente quer profissionalmente, e estou eternamente agradecida a Deus por vos ter criado em toda a vossa glória".

Shirley Manson, dos Garbage, escreveu: "obrigado por tudo o que me ensinaram sobre a condição humana. Por me ensinarem que somos, de facto, todos diferentes mas mesmo assim tão parecidos. Todos queremos viver em liberdade. Livres para amar e livres para sermos amados. Em 2017, as ideias globais sobre género enquanto construção social binária e restritiva estão gradualmente a cair. As atitudes estão a mudar e as coisas a progredir lentamente, apesar das atitudes de uns poucos. Sei que, mais tarde ou mais cedo, vamos triunfar face à ignorância e preconceito. Não tenho dúvidas disto. Portanto, os meus sinceros parabéns a vocês neste Orgulho 2017".

Para ler as restantes cartas de amor à comunidade LGBT, siga o link para o site da Billboard.