Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Em 2009, a promover "Scream", terceiro álbum a solo

Morte de Chris Cornell tornou o homem dos Soundgarden mais ouvido do que nunca

As vendas dos trabalhos a solo de Cornell, bem como dos Audioslave e Soundgarden, aumentaram desde a sua morte

Após a morte de Chris Cornell, a sua música voltou às tabelas de vendas.

O interesse do público pelos seus trabalhos a solo, bem como pelos dos Audioslave e Soundgarden, disparou assim que foi noticiado o seu falecimento.

Superunknown, álbum dos Soundgarden e o mais celebrado pelos fãs, foi quem teve o maior ressurgimento, chegando mesmo ao número 22 das tabelas de vendas norte-americanas.

Badmotorfinger e Down of the Upside seguiram-se-lhe, estando agora na 72ª e 165ª posição, respetivamente.

O álbum homónimo dos Audioslave também subiu vários lugares, ocupando agora a 24ª posição, seguido por Out of Exile, na 98ª.

O único álbum dos Temple of the Dog, projeto que detinha com membros dos Pearl Jam, alcançou a 88ª posição, sendo a coletânea Songbook o seu álbum a solo melhor posicionado, na 63ª.

Também nas plataformas de streaming a música de Cornell registou um aumento significativo de interesse. As escutas das canções dos Soundgarden subiram 980%, seguidos pelas dos Audioslave, que subiram 727%.

Mas é o seu trabalho a solo que supera todas as demais, no caso do streaming; desde a morte de Cornell, o número de streams subiu cerca de 2093%.