Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Salvador Sobral na final do Festival da Eurovisão, em Kiev

Michael Campanella

Vitória na Eurovisão leva Salvador Sobral a mais que duplicar o cachet

Vitória no Festival da Eurovisão faz subir o número de concertos e o valor cobrado por cada um

A vitória de Salvador Sobral no Festival da Eurovisão fez com que o seu cachet mais do que duplicasse. E os pedidos para concertos, depois da conquista de Kiev no passado dia 13 de maio, nascem como cogumelos. Segundo a BASE, a plataforma oficial onde são registados todos os contratos de entidades públicas, um concerto de Salvador Sobral antes do êxito de "Amar Pelos Dois" orçava em €3900. Hoje, os valores praticados são substancialmente mais elevados.

Fontes contactadas pela BLITZ garantem que um espectáculo de Salvador Sobral custa, por estes dias, nove mil ou dez mil euros, uma quantia que é mais do dobro dos valores praticados antes da vitória na Eurovisão, como sucedeu para o espectáculo em Ovar que amanhã tem lugar.

Recorde-se que esse concerto foi transferido do Centro de Arte de Ovar para o Arena Dolce Vita Ovar precisamente devido à procura de bilhetes que explodiu após "Amar Pelos Dois" ter sido a canção mais votada na Eurovisão. Outra das soluções encontradas é a repetição, através da marcação de uma segunda data, em salas como o Centro Cultural de Belém (2 e 3 de julho), Casa da Música do Porto (5 e 18 de julho) e Casa da Cultura de Ílhavo ((10 e 11 de junho).

A agenda de Salvador Sobral cresce todos os dias. Esta semana foiram anunciados novos concertos em Castelo Branco (15 de julho), Tavira (21 de julho), Vila Real (29 de julho), Cantanhede (1 de agosto) e Chamusca (26 de agosto). Os festivais também não ficaram para trás e já estão confirmados espectáculos no Super Bock Super Rock (13 de julho), EDP Vilar de Mouros (entre 24 e 26 de agosto) e North Festival (2 de junho).

Já depois do verão, o cantor regressa a Lisboa para duas atuações no Teatro da Trindade (6 e 7 de outubro), muito depois de concertos no Cartaxo (hoje),e de uma série de quatro datas consecutivas em Fafe (16 de junho), Póvoa de Varzim (17 de junho), Ourém (18 de junho) e Albufeira (19 de junho).

Outras datas: Coimbra (6 de julho), Braga (8 de julho), Odemira (14 de julho), Castelo Branco (15 de julho), Vila Real (29 de julho), Cantanhede (1 de agosto), Setúbal (11 de agosto) e Arganil (19 de agosto). O Teatro Micaelense, em Ponta Delgada, é a data que, por ora, fecha esta digressão, a 14 de outubro.

Ao todo, Salvador Sobral já viu serem anunciados 28 concertos em seu nome mas outras datas serão conhecidas em breve.