Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Tom Araya, dos Slayer

Getty Images

Tom Araya, dos Slayer, chama “nação de choramingas” aos críticos de Donald Trump

O líder da banda norte-americana reagiu às críticas dos fãs depois de ter partilhado uma fotografia com o novo presidente norte-americano

Tom Araya, vocalista e baixista da banda norte-americana Slayer, nascido no Chile, chamou "nação de choramingas" aos críticos de Donald Trump. Em entrevista a uma rádio chilena, o músico disse: "a América tornou-se nisto. Como não conseguiram o que queriam estão zangados", revelando também que não votou nem em Trump nem em Hillary Clinton: "são as duas pessoas mais afastadas daquilo em que eu alguma vez votaria"

Estas declarações surgem na sequência de uma polémica criada pelo músico em janeiro, quando partilhou no Instagram oficial dos Slayer uma fotografia da banda com Trump. "Não percebi que ia deixar tantos fãs dos Slayer zangados", diz agora Araya, "partilhei uma fotografia que achei engraçada. Nem podem brincar. Nem conseguem rir deles próprios. Nem se conseguem divertir. É incrível como chegou a este ponto. Somos uma nação de choramingas".

"Estou nos Slayer e, estando nos Slayer, às vezes fazemos coisas que vão deixar as pessoas irritadas", acrescentou ainda. Veja abaixo a fotografia partilhada por Araya em janeiro, uma imagem que fez com que os outros elementos da banda se distanciassem de uma atitude que dizem ter sido exclusivamente da responsabilidade do vocalista e baixista.

Instagram