Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Parece que foi ontem, mas “Favourite Worst Nightmare”, o segundo dos Arctic Monkeys, já foi há 10 anos

A 18 de abril de 2007, o grupo liderado por Alex Turner dava a conhecer o sucessor do disco de estreia.Três meses depois, os britânicos regressavam a Portugal para um concerto no Coliseu de Lisboa, que recordamos aqui em imagens

Antecipado por “Brianstorm”, Favourite Worst Nightmare saiu há 10 anos. Editado a 18 de abril de 2007, aquele que é o segundo disco de originais dos britânicos Arctic Monkeys chegou, em primeiro lugar, ao Japão e só alguns dias depois é que começou a ser vendido noutros pontos do globo.

Curiosamente, segundo contaram Alex Turner e Jamie Cook ao NME, este tema de abertura é inspirado numa personagem que conheceram em Tóquio, no Japão. Identificado com um cartão de visita, Brian, o estranho protagonista de "Brianstorm", dirigiu-se aos bastidores para uma conversa incompreensível com a banda no final de um concerto. Confusos, Turner, O'Malley, Helders e Cook tentaram desconstruir este encontro através de um "brainstorm" que, entre descrições e desenhos do momento, deu origem à letra da canção, que rapidamente chegaria ao segundo lugar da tabela de singles inglesa.

Recorde aqui o vídeo frenético produzido para o tema:

"Fluorescent Adolescent", segundo single divulgado e um dos registos mais calmos do disco, relata a passagem para uma vida adulta triste e sem diversão, presente também na narrativa destrutiva criada no videoclip.

"Teddy Picker", música em que sobressai a interpretação vocal de Alex Turner, foi o terceiro single conhecido do álbum.

Veja "505", outro dos pontos altos do álbum, num registo gravado por um fã no concerto da banda no Coliseu do Porto, em 2010:

Com influências e registos diversos, Favourite Worst Nightmare é referido pela própria banda como marco de uma mudança de estilo.

Na primeira semana vendeu 220 mil cópias, entrando diretamente para o 1º lugar do top britânico. Até 2013, o disco tinha vendido mais de 800 mil cópias.

Ainda que as vendas não tenham atingido valores tão significativos como as do seu registo de estreia (que ascendem a milhão e meio de discos vendidos), o sucesso deste segundo álbum garantiu-lhes o prémio de melhor álbum britânico na cerimónia dos Brit Awards, em 2008. No mesmo ano, foram também considerados o melhor grupo.

Pouco mais de um ano depois da estreia em Portugal (no pequeno Paradise Garage, em Lisboa), a banda regressaria a 18 de julho de 2007 para um concerto no Coliseu dos Recreios, na capital.

Arctic Monkeys, Coliseu Lisboa, 2007
1 / 5

Arctic Monkeys, Coliseu Lisboa, 2007

Rita Carmo

Arctic Monkeys, Coliseu Lisboa, 2007
2 / 5

Arctic Monkeys, Coliseu Lisboa, 2007

Rita Carmo

Arctic Monkeys, Coliseu Lisboa, 2007
3 / 5

Arctic Monkeys, Coliseu Lisboa, 2007

Rita Carmo

Arctic Monkeys, Coliseu Lisboa, 2007
4 / 5

Arctic Monkeys, Coliseu Lisboa, 2007

Rita Carmo

Arctic Monkeys, Coliseu Lisboa, 2007
5 / 5

Arctic Monkeys, Coliseu Lisboa, 2007

Rita Carmo

MD