Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Musikmesse 2017

PIETRO SUTERA

Musikmesse 2017 tem partituras de filmes da Disney, headphones dos AC/DC e "Hey Jude" em metais

Feira dedicada à indústria musical começou hoje em Frankfurt, na Alemanha, e a BLITZ está a acompanhar o evento

Arrancou hoje na cidade alemã de Frankfurt a Musikmesse 2017, feira internacional que tem como público alvo profissionais, comerciantes, músicos e fãs e que, ao longo dos próximos quatro dias, promete atrair milhares de amantes de música oriundos de todo o mundo. Paralelamente, num espaço adjacente, decorre também a Prolight + Sound, que dá enfoque aos espetáculos ao vivo, apresentando as últimas inovações no que diz respeito à iluminação e áudio.

Ao todo, no espaço da Musikmesse estão em exposição, em largas centenas de stands, produtos (instrumentos, especialmente) de quase dois mil comerciantes vindos de 55 países (sim, Portugal também cá está). Basta um primeiro passeio pelo recinto para tropeçar em headphones apadrinhados pelos AC/DC, partituras de peças de música das coisas mais díspares que possamos imaginar - das melhores canções pop de sempre, à obra de Richard Strauss, passando por 25 de Adele, clássicos de animação da Disney, a banda sonora de Moonlight, canções marcantes da carreira de Bob Dylan ou guitarra flamenca... - instrumentos tradicionais chineses, acordeões italianos, amplificadores e pedaleiras, djembés e paus de chuva... Há de tudo um pouco por aqui.

E tudo o que vemos está à distância de um gesto, visto que entre as apresentações mais profissionais, mais ou menos improvisadas, assistimos a curiosos e amadores a experimentar violinos e guitarras, mas também músicos a namorar novas malas de transporte para os seus instrumentos. No exterior, está em destaque um palco que à partida parece como os que encontramos num qualquer festival, mas que está munido de equipamento de topo, com as bandas que por lá passam - e assistimos a alguns minutos do concerto dos Secluded, projeto de Frankfurt que aponta Muse e Coldplay como grandes influências - a demonstrar as suas capacidades sonoras.

A educação musical é outra das temáticas em destaque na Musikmesse, com as crianças - e vemos bastantes - a serem convidadas para novas experiências, quer sejam workshops de percussão, apresentações de escolas e cursos de música ou um verdadeiro paraíso sonoro para a pequenada numa tenda gigante batizada de "Discover Music", onde podem testar as suas aptidões tocando todo o tipo de instrumentos, devidamente supervisionados por professores experientes.

Entre apresentações e debates sobre o desafios da era digital para a indústria musical (maioritariamente debruçados no cenário alemão), ouvimos, em pano de fundo, "Hey Jude" dos Beatles cruzar-se com "Bad Romance" de Lady GaGa numa orquestra de sopros gigantesca... E olhamos à volta para perceber que o público que acorre à feira vai do empresário engravatado ao fã de metal: a paixão pela música parece ser igual.

Em vários palcos espalhados pela cidade alemã, decorre ainda o Musikmesse Festival, que hoje recebeu atuações do supergrupo de metal Soen e artistas e bandas alemãs, mas que até sábado conta com atuações de Oleta Adams ou do guitarrista norte-americano Steve Stevens. Em destaque na sexta-feira estará David Garrett, violinista alemão que receberá o Frankfurt Music Prize, galardão atribuído anualmente a personalidades "cujo trabalho representa uma contribuição especial para a cena mundial de música e cultura".