Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

O disco mais valioso do Discogs afinal é falso

Álbum ultrapassou os 16 mil e 600 euros até a plataforma decidir cancelar a transação

Esta semana, o Discogs anunciou ter batido um recorde que pertencia a Prince: o do álbum mais valioso de sempre a ser adquirido através da plataforma.

O novo "vencedor" deste prémio era Billy Yeager, um músico obscuro do estado norte-americano da Flórida, cuja maqueta do álbum 301 Jackson St. ultrapassou valores na ordem dos 16 mil e 600 euros, em leilão.

No entanto, sabe-se agora que o disco poderá ser falso - ou nem sequer existir. O Discogs cancelou a transação, após ter sido descoberto que o vendedor - e o comprador - seriam o próprio Yeager.

Yeager é conhecido em alguns círculos musicais pelas suas tentativas de auto-promoção, ele cuja "carreira" já dura há 37 anos. Nos anos 90, pintou-se de negro e apresentou-se num programa de televisão local enquanto Jimmy Story, filho perdido de Jimi Hendrix.

Pelo eBay e plataformas semelhantes, é possível encontrar vários itens seus com preços igualmente astronómicos, como uma prancha de surfe à venda por 14 mil euros, um álbum com o baixista Jaco Pastorius por 91 mil euros ou, até mesmo, um vídeo do músico a tocar guitarra... que se encontra alojado no YouTube.

O diretor executivo do Discogs, Kevin Lewandowski, disse já que o website continuará a ter como missão "o amor pela música, e não a natureza do engodo". Quanto ao "vendedor" do disco, escusou-se a comentar como o teria arranjado, em declarações à NPR, afirmando ainda que "Yeager é um génio" e "nem Mozart consegue fazer o que ele faz".