Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Depeche Mode

Dave Gahan usa linguagem “colorida” para se demarcar de Richard Spencer, neo-nazi fã dos Depeche Mode

O vocalista insurgiu-se contra Spencer, que disse dos Depeche Mode que eram "a banda oficial da direita alternativa"

Richard Spencer é um dos rostos mais conhecidos da extrema-direita norte-americana, sendo que um vídeo, no qual é esmurrado durante uma manifestação anti-Donald Trump, se tornou viral há algumas semanas.

Depois disso, Spencer concedeu uma entrevista na qual expressava ser fã dos Depeche Mode, chegando mesmo a dizer da banda britânica que eram "a banda oficial da direita alternativa".

Os Depeche Mode insurgiram-se, de imediato, contra Spencer, e esta semana o vocalista Dave Gahan voltou a riscar quaisquer ligações entre a sua banda e a extrema-direita - recorrendo, para tal, a linguagem bastante forte.

Em declarações à Billboard, Gahan afirmou que "Richard Spencer é um cabrão", e acrescentou: "é um cabrão educado, que é o tipo mais assustador de todos".

"Acho que ele só o disse [ser fã dos Depeche Mode] porque sim. Mas não é um tipo como o Milo [Yiannopoulos, ex-editor do website Breitbart, também de extrema-direita], que está só à procura de atenção e é um louco", explicou.

Gahan reconhece que Spencer "vive num país livre e pode dizer o que quiser", mas não escondeu a sua perturbação. "Nunca recebi tantas chamadas ou mensagens das pessoas como com este caso. Amigos e artistas que perguntavam 'o que raio é isto?'".

O músico explicou, ainda, que qualquer visão política que os Depeche Mode possam ter está mais conotada com o socialismo.

"Acho que, ao longo dos anos, muitas coisas nossas foram mal interpretadas. A nossa imagem, coisas que as pessoas não sabem ler entrelinhas. A estética do que fazemos é mais socialista - da classe operária, se preferirem - e industrial, que é de onde vimos", esclareceu.