Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Alive 2007: Linkin Park

Rita Carmo

Chester Bennington, dos Linkin Park: “qual é o mal de termos feito uma canção pop?”

O músico reagiu desta forma aos comentários negativos dos fãs, em relação ao tema novo da banda

Há alguns dias, os Linkin Park lançaram um novo single, "Heavy", que mostra uma nova sonoridade da banda, mais próxima do r&b que do nu metal ou do rock com o qual se tornaram populares.

Vários fãs do grupo norte-americano reagiram de forma negativa ao tema, o que levou o vocalista Chester Bennington a defender-se, em entrevista à rádio Q104.3.

"Qual é o mal [de termos feito uma canção pop]?", questionou, lamentando: "connosco, não importa o tipo de canção que compunhamos. Quer seja uma canção pop, ou um tema alternativo, ou uma faixa hip-hop - incutimos sempre a mesma resposta, polarizada, da parte dos fãs".

Bennington explicou, ainda, que esse género de críticas tem sido feita aos Linkin Park desde o início. "Quando lançámos o Hybrid Theory, tivemos duas estrelas na Rolling Stone", lembrou. "Ninguém queria assinar contrato connosco, ninguém queria promover o disco e um artigo de um tipo de Seattle dizia que eu tinha sido responsável por todas as coisas horríveis que aconteceram à humanidade".

O músico não baixa, no entanto, os braços: "A última coisa que queremos ser é uma caricatura de nós mesmos. Queremos continuar a evoluir. A nossa viagem criativa é uma viagem, não é um destino, um local onde chegar e permanecer. É um local a visitar e depois prosseguir", concluiu. "Acho que essa é uma das razões pelas quais aqui estamos, 18 anos depois, a fazer um disco que nunca fizemos".