Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Sufjan Stevens e St. Vincent acusam os Grammys de racismo

Em causa está a vitória de Adele na categoria de Melhor Álbum com 25, que derrotou Lemonade, de Beyoncé.

A cerimónia dos Grammy Awards deste ano, que aconteceu no passado domingo, continua a gerar polémica. Depois de Frank Ocean e Kanye West, agora foi a vez de Sufjan Stevens e St. Vicent acusarem também a organização da cerimónia de utilizar critérios racistas na atribuição dos prémios.

Com mais quatro galardões, a grande vencedora da noite foi Adele. 25 foi considerado o álbum do ano, deixando para trás Lemonade, da sua rival norte-americana Beyoncé.

Nas redes sociais, as manifestações continuam e há quem ache injusta a vitória de Adele nesta categoria. No seu site, Stevens desvalorizou o prémio de Melhor Álbum de Música Urbana atribuído a Beyoncé; St. Vincent manifestou o seu apoio no Twitter.

Quem apoiou Beyoncé foi a própria Adele que, no seu discurso de agradecimento, não esqueceu a colega que "deveria ter ganho em vez dela", disse a britânica, acrescentando ainda que "Lemonade é um álbum monumental, cuidadosamente pensado, bonito, íntimo e as pessoas apreciam isso".

Recorde-se que, apesar de não ter vencido em nenhuma das categorias que disputava com Adele, Beyoncé obteve dois dos nove prémios para os quais estava nomeada: Melhor Vídeo e Melhor Álbum de Música Urbana.

MD