Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

U2 brincam quanto à promoção do novo disco: “A nossa ideia era entrar na casa das pessoas e deixar um CD debaixo da almofada”

Depois de, em 2014, causarem polémica com a distribuição do álbum Songs of Innocence, The Edge fala sobre os planos para o próximo disco

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Depois de, em 2014, terem causado polémica ao garantirem a distribuição do álbum Songs of Innocence através da Apple - os donos de iPhones descobriram o disco nos seus aparelhos e não conseguiam apagá-lo - , The Edge abordou o tema, em entrevista à Rolling Stone.

Sobre a forma de distribuição de um próximo álbum, disse o guitarrista: "O meu plano era ir com o Bono a casa de toda a gente e deixar um CD debaixo da almofada. Mas infelizmente parece que o resto da banda não apoia esta ideia", brincou.

Na mesma entrevista, The Edge fala também sobre o renascimento do mercado do vinil. "As pessoas têm sempre uma ligação emocional aos grandes discos e aos artistas. Para dizer a verdade, ainda tenho a minha coleção de vinis, mas em 90% das ocasiões uso ficheiros digitais. Mas nunca me iria desfazer dos vinis. Por isso, ambos são necessários".

"O que acho emocionante é que a cultural musical e a música ainda estejam em destaque. Interessa-me descobrir se, neste mundo de pós-verdade, a música volta a ligar-se aos protestos e ao ativismo, ligação que parece ter-se perdido recentemente", acrescenta.

Este ano, os U2 vão lançar-se numa digressão em torno de Joshua Tree, o seu álbum de 1987.