Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Donald Trump

Getty Images

Tomada de posse de Donald Trump não terá grandes artistas, mas será evento “sensual” e “com cadência poética”

As cerimónias de boas-vindas ao novo presidente dos Estados Unidos acontecem na próxima semana

Donald Trump está com dificuldade em encontrar artistas que atuem na sua tomada de posse, mas um porta-voz do novo presidente dos Estados Unidos veio dizer que as cerimónias aproveitarão “a sensualidade leve do local" onde se realizam e terão uma "cadência poética".

Tom Barrack, responsável pelo planeamento do evento, disse em conferência de imprensa: "temos a sorte de ter a maior celebridade do mundo, que é o presidente eleito, lado a lado com o atual presidente, portanto aquilo que fizemos, em vez de tentar rodeá-lo com aquilo que as pessoas consideram ser grandes estrelas vamos rodeá-lo com a sensualidade leve do local".

"É uma cadência mais poética do que ter uma celebração circense ao estilo de uma coroação", acrescentou Barrack, "é desta forma que o presidente eleito quer que as coisas aconteçam. Penso que vai haver contribuições e vai ser lindo. O ritmo vai ser do género "deixe-me voltar ao trabalho".

Recorde-se que Trump convidou uma série de artistas para atuar na cerimónia, que se realiza dia 20 em Washington D.C., mas todos os grandes nomes recusaram.