Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

George Michael

Getty Images

George Michael doou dinheiro a várias causas sociais em segredo

O lado mais generoso do cantor britânico tem sido revelado aos poucos, após a sua morte

Podia ser uma grande estrela pop, mas era um filantropo anónimo. Após a morte de George Michael, o seu lado mais generoso tem sido dado a conhecer por parte de quem foi "alvo" da caridade do cantor.

Sabe-se agora, por exemplo, que George Michael deu 15 mil libras, cerca de 17 mil e 600 euros, a um casal para que estes pudessem recorrer à fertilização in vitro, tudo porque viu a mulher num programa de televisão.

"Uma mulher no Deal or no Deal disse-nos que precisava de 15 mil libras para poder recorrer a esse tratamento. O George [Michael] ligou no dia seguinte, de forma anónima, e deu-lhe o dinheiro", revelou o produtor do programa em questão, Richard Osman.

A filantropia do músico não fica por aqui; o comediante David Walliams revelou igualmente que foi George Michael a financiar a sua travessia do Canal da Mancha, a nado, por ocasião do Sport Relief, um evento de caridade em honra dos mais desfavorecidos. Aqui, Michael terá desembolsado 50 mil libras - 58 mil e 700 euros.

Muito antes, em 1991, os lucros obtidos com as vendas do single que lançou em conjunto com Elton John, "Don't Let the Sun Go Down On Me", foram doados a organizações de combate à Sida - e os de "Last Christmas", dos Wham!, a organizações de combate à fome na Etiópia.

Em 2006, o cantor chegou mesmo a dar um concerto gratuito no Roundhouse, em Londres, em honra das enfermeiras do serviço nacional de saúde britânico, por terem cuidado da sua mãe, falecida em 1997 devido a um cancro.