Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

John Legend atira-se a Kanye West: encontro com Donald Trump foi “manobra publicitária”

O músico criticou duramente a reunião que Kanye teve com o futuro Presidente dos Estados Unidos

Para John Legend, o encontro de Kanye West com Donald Trump não passou de uma "manobra publicitária". Foi o próprio quem o disse, durante uma aparição no programa de televisão francês Clique.

West e Trump ter-se-ão encontrado para, nas palavras do rapper, discutir assuntos relacionados com "multiculturalismo" e com a prevenção do bullying, o apoio aos professores e a violência em Chicago, algo que Legend valoriza - ainda que não acredite que sejam esses os motivos reais por detrás da reunião.

"Não acho que seja impossível falar com [Trump] sobre esses assuntos, mas eu [pessoalmente] não serei usado como manobra publicitária", afirmou, acrescentando que, na sua opinião, foi esse o papel de Kanye West.

Nem o rapper, com quem já colaborou, escapou às críticas. "Estou muito desapontado com o Kanye, que diz que teria votado Trump", disse. "Acho que a mensagem de Trump tem sido corrosiva para o país, e as coisas que ele prometeu fazer são preocupantes para muita gente. Que o Kanye apoie essa mensagem é muito desapontante".

John Legend não foi o único músico a mostrar o seu desagrado para com Kanye West; também Flying Lotus, Questlove e Killer Mike expressaram a sua estranheza e desilusão com o encontro.