Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

Quem diria? Vendas de vinil ultrapassam as de downloads pagos no Reino Unido

Dados são relativos à semana passada e podem ser parcialmente explicados pela aproximação do Natal

Pela primeira vez na história, as vendas de música em vinil ultrapassaram as de downloads pagos, no Reino Unido.

Os dados, relativos à semana passada, indicam que as vendas de música em formato vinil atingiram os 2,4 milhões de libras (2,8 milhões de euros), ao passo que as vendas de música em formato digital atingiram os 2,1 milhões de libras (2,4 milhões de euros).

Ainda que tal mostre que o formato vinil está a tornar-se cada vez mais popular entre os consumidores de música, estes dados podem ser parcialmente explicados pela aproximação do Natal.

Kim Bayley, diretor executivo da Entertainment Retailers Association, associação que representa os retalhistas de música, filmes e videojogos no Reino Unido, explicou que a "ultrapassagem" também se deve ao crescimento do número de locais, no país, onde pode ser adquirida música em vinil.

Bayley refere-se não só às tradicionais lojas de discos, como também a grandes cadeias de supermercados, como a Sainsbury's e a Tesco, e lojas como a Tiger, que fazem com que o formato fique mais acessível aos consumidores.

"Hoje em dia, a maioria dos lançamentos está a ser feita em vinil", disse. "Anteriormente, só bandas mais antigas ou álbuns de nicho lançavam nesse formato, mas agora existe de tudo - música pop, compilações, bandas-sonoras".

Bayley acrescentou que agora também existe "uma nova geração a comprar vinil, muitos adolescentes e jovens adultos, que querem ter os seus artistas favoritos em vinil e ficam assim com algo mais tangível".

Sean Forbes, gerente da loja da Rough Trade West, em Londres, afirmou que a procura pelo vinil tem sido tão elevada que o espaço foi forçado a colocar mais estantes. "Agora toda a gente quer comprar vinil, desde miúdos de 10 anos a idosos de 90", disse.