Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

Guns N' Roses enquanto banda de protesto político: contra Trump e em defesa de Standing Rock

Nas últimas semanas, os músicos da banda - que em junho atua em Portugal - tomaram várias posições políticas

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

Há poucos dias, os Guns N' Roses mostraram o seu descontentamento com a eleição de Donald Trump para a presidência dos Estados Unidos.

Num concerto no México, os norte-americanos convidaram o público a subir ao palco, expressando-se "como quiserem", perante uma piñata com a figura de Trump.

Antes, Axl Rose já havia criticado a escolha de Jeff Sessions, acusado de racismo, para a equipa de Trump. Num concerto em São Paulo, no Brasil, alterou também um dos versos de "Civil War" para "look at the fear Trump is feeding" ("olhem para o medo que o Trump alimenta").

Por seu turno, Duff McKagan, baixista dos Guns N' Roses, é um dos muitos músicos que assinaram uma carta aberta ao ainda presidente Barack Obama e a outras autoridades dos Estados Unidos, pedindo-lhes que intervenham em favor da tribo de Standing Rock.

Juntamente com Sia, Green Day ou Kathleen Hanna, entre dezenas de outros artistas, Duff McKagan opõe-se à construção de um oleoduto que serviria para transportar petróleo entre o Dakota do Norte e o Illinois.

Como consequência, temem os membros da tribo, a água do rio Missouri e do lago artificial Oahe poderá ficar contaminada, além de que o trajeto do oleoduto passa por terrenos considerados sagrados, atribuídos à comunidade através de um tratado de 1851.

Entretanto, ontem o corpo de engenheiros do exército dos Estados Unidos, que administra estas terras, anunciou que foi recusada a autorização para o projeto e que será feita uma reavaliação do seu impacto ambiental.

Nos Estados Unidos, a digressão de 2017 dos Guns N' Roses - que chega a Portugal em junho - começa em Saint Louis, cidade em que 1991 um concerto da banda acabou com um motim, desencadeado quando Axl Rose e os seguranças tentaram impedir um fã de tirar fotos do palco.