Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

Finley Quaye considerado culpado por dar cabeçada a doente terminal

O músico escocês foi condenado a 12 meses de pena suspensa por agressão

Finley Quaye, artista escocês que venceu o BRIT Award para Melhor Artista Solo Masculino em 1998, foi esta semana condenado a 12 meses de pena suspensa por ter agredido um amigo, que sofre de cancro em fase terminal.

O caso deu-se no passado mês de junho, quando Julian Ashley, a vítima em questão, que também tem mobilidade reduzida, recebeu uma visita de Quaye em sua casa quando se encontrava a ver a série Game of Thrones.

Quaye não terá gostado que o amigo o desprezasse e terá gritado "não sou mais importante que o Game of Thrones?", antes de o agredir com uma cabeçada, rachando-lhe o nariz.

Em comunicado, Ashley declarou-se "chocado por alguém fazer isto a uma pessoa tão doente como eu". O músico negou todas as acusações, mas acabou por ser condenado.

Para além da pena suspensa, Ashley, que tem um largo historial de condenações por conduta violenta, será obrigado a fazer 250 horas de serviço comunitário e a pagar 620 libras (732 euros) em ajudas de custo.