Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Ahá! Os Metallica voltaram ao Napster

O catálogo da banda norte-americana está novamente disponível na plataforma

17 anos depois do processo judicial que os opôs ao Napster - e que fez correr muita tinta - os Metallica voltaram a disponibilizar a sua música na plataforma.

O anúncio surge na mesma semana em que é editado o 10º álbum de estúdio dos Metallica, Hardwired... To Self-Destruct.

Em declarações à Billboard, representantes do Napster expressaram o seu contentamento em "poder levar o catálogo inteiro dos Metallica a subscritores de todo o mundo".

Hoje em dia, o Napster já não é o serviço de partilha de ficheiros que era no final dos anos 90, tendo-se tornado uma plataforma de streaming paga, à semelhança da Apple Music ou do Tidal.

Cada subscritor paga cerca de 5 a 7 dólares (4,7 euros a 6,5 euros) nos Estados Unidos ou 10 libras (11,6 euros) no Reino Unido para ter acesso a 40 milhões de canções.

Após o processo movido pelos Metallica, que se insurgiram contra o facto de a sua música estar disponível de forma gratuita no website, o Napster foi adquirido pela empresa de hardware e software Roxio, em 2001, passando depois para as mãos da cadeia de lojas Best Buy e, finalmente, para as da Rhapsody, uma loja de música online.