Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Eagles of the Death Metal

Rita Carmo

Manager dos Eagles of Death Metal diz que a banda não foi barrada no Bataclan

Marc Pollack afirma que o vocalista Jesse Hughes nem sequer tentou entrar na sala no passado sábado

O manager dos Eagles of Death Metal, Mark Pollack, desmentiu as notícias que davam conta de que a banda norte-americana havia sido impedida de entrar no Bataclan, no passado sábado, dia em que a sala parisiense voltou a acolher um concerto após os atentados de 2015.

Segundo relatos, o vocalista Jesse Hughes e outro dos membros da banda foram barrados de entrar na sala por um dos fundadores do espaço, após terem tentado assistir ao concerto de Sting.

Em causa estariam algumas declarações polémicas de há meses, em que Hughes afirmava que alguns funcionários muçulmanos do Bataclan haviam planeado o ataque juntamente com os terroristas.

Após as notícias, Pollack afirmou à Billboard que Hughes "nem sequer tentou entrar na sala" para ver o concerto de Sting. "Este dia não é sobre o Jesse Hughes ou os Eagles of Death Metal. O Jesse está em Paris para relembrar os acontecimentos trágicos de há um ano com os seus amigos, família e fãs. O cobarde Jules Frutos [co-fundador do Bataclan] sentiu a necessidade de manchar a reabertura do seu espaço ao transmitir histórias falsas à imprensa", refere.