Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

O que o falecido Cliff Burton pensaria dos álbuns dos Metallica nos anos 90? James Hetfield responde

Assinalaram-se em setembro passado os 30 anos da morte do baixista

No mesmo ano em que se cumprem 30 anos da morte de Cliff Burton, baixista dos Metallica que deixou a sua marca em clássicos como Ride the Lightning e Master of Puppets, James Hetfield falou sobre o antigo colega de banda.

Para o guitarrista e vocalista dos Metallica, Burton teria certamente "resistido" à mudança na sonoridade da banda nos anos 90, quando foram progressivamente deixando para trás as suas raízes no thrash metal.

"Teria existido resistência [por parte de Burton], certamente", afirmou Hetfield em declarações à Team Rock. "Provavelmente teria dado ideias para coisas mais complexas musicalmente".

O músico discutiu, especificamente, álbuns como Load ou Reload, que para muitos marcam o ponto de viragem dos Metallica. "Creio que [se Burton fosse vivo], eu teria tido um aliado contra [esses discos] - contra a reinvenção, contra os Metallica versão U2", afirmou.

Hetfield mantém a ideia de que existem em Load e Reload grandes canções, mas destaca o seu desconforto "com todo esse período". "A imagética e coisas assim não eram necessárias. E o número de canções que foram escritas diminuiu a potência do veneno Metallica", disse.