Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Bob Dylan fala, finalmente, sobre o Nobel: “É incrível, espantoso. Quem poderia imaginar?”

O músico quebrou o silêncio numa nova entrevista ao jornal The Telegraph

Bob Dylan quebrou, finalmente, o silêncio. O músico reconheceu o Prémio Nobel da Literatura que lhe foi atribuído há mais de duas semanas pela Academia Sueca, dizendo que a condecoração é "espantosa".

"É incrível, espantoso. Quem poderia imaginar?", afirmou, numa entrevista ao jornal britânico The Telegraph. Dylan quebrou, também, com o suspense que reinava em torno da sua presença na cerimónia de entrega do Prémio, em dezembro: "Vou tentar ir, se for possível", confirmou.

O que ficou sem explicação foi o seu próprio silêncio, ele que nem as chamadas telefónicas da Academia Sueca, ao longo dos últimos dias, havia atendido. "Bem, eu estou mesmo aqui", disse, de forma críptica.

Questionado sobre a justificação que Sara Danius, secretária permanente da Academia Sueca, deu sobre a atribuição do Nobel da Literatura, em que comparou as canções de Dylan aos velhos poemas homéricos, este concordou: "Algumas canções, como a 'Blind Willie' ou a 'Hurricane', têm certamente um valor homérico", disse. O músico deixou esse juízo de valor, contudo, "para os outros".