Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Jon Bon Jovi “reza” para que Trump não seja eleito presidente dos Estados Unidos

O cantor juntou a sua voz à de outros tantos músicos que se posicionaram contra o candidato à presidência

Jon Bon Jovi é a mais recente voz do mundo musical a erguer-se contra Donald Trump, candidato à presidência dos Estados Unidos pelo Partido Republicano. O vocalista e guitarrista falou das eleições numa conferência de imprensa de apoio ao novo álbum da sua banda.

"Vivemos tempos inacreditáveis na política norte-americana. E isso assusta-me", desabafou. "Rezo para que ele não seja o próximo presidente dos Estados Unidos. É incrível a forma como mente".

Jon Bon Jovi mostra-se, contudo, confiante numa vitória da principal adversária de Trump, Hillary Clinton. "Se ela tiver uma má semana de debates pode meter-se em apuros", disse, mas acrescentou: "Trump só tem dez milhões de seguidores online. Os media exageram [no apoio que Trump tem]".

Para além da política, Jon Bon Jovi falou ainda do próximo álbum da sua banda, This House Is Not For Sale, cuja data de edição está marcada para o dia 21 de outubro. Os Bon Jovi irão apresentá-lo, na íntegra, no London Palladium, em Londres, no dia 10 desse mês.

Este será o primeiro álbum dos Bon Jovi sem Richie Sambora, guitarrista que abandonou o grupo em 2013. "Estar numa banda rock não é como a prisão perpétua", justificou o vocalista. "Ele [Sambora] escolheu seguir um caminho diferente".