Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Bon Iver

Bon Iver critica Beyoncé - e vocalista dos Fleet Foxes reage

O músico criticou a cantora por se envolver em campanhas publicitárias de grandes marcas

Para Bon Iver, há que ter "um bocadinho de noção". O músico falou expressamente de Beyoncé e dos muitos milhões que esta recebe de grandes marcas, como a Pepsi, que patrocina vários projetos da cantora em troca da publicidade.

O norte-americano explicou a sua posição numa entrevista ao jornal britânico The Guardian: "Não podes ser presunçoso, mas tens de ter um bocadinho de noção", afirmou. "Tens de acreditar em algo. Não podes receber dois milhões de dólares da Pepsi e querer ser um modelo para as raparigas mais novas. Isso enfurece-me e sinto que não tenho medo de falar disso".

Contudo, há quem veja nas palavras de Bon Iver um sério caso de hipocrisia - visto que ele próprio já deu a cara pela Bushmills, num anúncio de 2011. Mesmo que desde então o músico se diga "arrependido" de o ter feito, Robin Pecknold, dos Fleet Foxes, não o deixou esquecer-se disso.

O guitarrista e vocalista da banda indie folk limitou-se a partilhar uma imagem no Instagram, com a capa do conhecido conto para crianças O Rei Vai Nu, escrevendo: "Existe algum cocktail com Pepsi e Bushmills? Vou chamar-lhe 'O Patriarcado'". Esse mesmo post foi, entretanto, apagado por Pecknold.

Bon Iver ainda não reagiu às críticas dos seus pares, assim como Beyoncé não reagiu às do músico. Na mesma entrevista ao The Guardian, o norte-americano explica que será também devido a essa omnipresença das marcas que deixará de dar tantos concertos.

"Percebi que tocar para a Live Nation é uma treta, que se f*** isso. Cresci a gostar de bandas como as Indigo Girls, que acreditavam em algo, davam concertos de beneficência e falavam sobre mudar a cultura, ou mudar a maneira de pensar das pessoas", desabafou, deixando a questão: "Para que serve a música? Não é para se ter uma carrada de CD".