Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Estarão as playlists a ficar mais populares do que os álbuns?

Um novo estudo indica que os álbuns estão, cada vez mais, a perder terreno para outros formatos

Prefere a playlist ao longa-duração? O single a qualquer um dos outros? Nesse caso, os seus hábitos de consumo de música vão de encontro ao normal de hoje em dia, segundo um novo estudo da Music Business Association.

Os dados revelados por esta organização revelam que, em todos os campos demográficos, o método preferido de se ouvir música é através de uma playlist, com 31% dos inquiridos a responder dessa forma, por oposição a 22% que ainda preferem o formato álbum.

Contudo, os singles - faixas individuais - mantêm-se no topo da tabela: 46% da música que é ouvida é nestes moldes.

Esta subida na popularidade das playlists tem sido alvo de preocupação por parte da indústria musical, especialmente no que toca a competir com artistas norte-americanos.

As plataformas de streaming, como o Spotify e a Apple Music, estarão mesmo a trabalhar com as editoras de forma a resolver o problema.

Para além destes dados, o estudo revelou igualmente que 42% dos fãs de música ouvem-na através do YouTube pelo menos uma vez por semana, sendo esta a fonte de conteúdos áudio mais utilizada.

Uma percentagem igual à dos utilizadores que se recusam a subscrever serviços como o Spotify ou a Google Play - visto preferirem ouvir música gratuitamente, mesmo que tenham de ser confrontados com anúncios.