Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

António Zambujo e Chico Buarque

António Zambujo canta Chico Buarque: conheça o título e o alinhamento do disco

O disco sai já no próximo mês de outubro e conta com a participação do próprio Chico Buarque

Lia Pereira

Lia Pereira

Jornalista

O disco em que António Zambujo canta canções de Chico Buarque tem por título Até Pensei Que Fosse Minha e sai a 21 de outubro.

Entre as canções do alinhamento encontram-se vários clássicos do músico brasileiro, como "Valsinha" (que Zambujo já tinha por hábito cantar nos concertos), "João e Maria", "Cálice", "Tanto Mar" e "Geni e o Zepelim".

Chico Buarque participa no disco, nomeadamente na versão de "Joana Francesa".

Outros convidados são a brasileira Roberta Sá, em "Sem Fantasia", e a portuguesa Carminho, em "O Meu Amor".

António Zambujo já estreou estas versões ao vivo, num concerto num festival parisiense, e atuará na Gulbenkian, em Lisboa, no próximo ano, com o mesmo repertório.

Produzido por Ricardo Cruz e Marcello Gonçalves, Até Pensei Que Fosse Minha foi gravado com Ricardo Cruz (contrabaixo) e Bernardo Couto (guitarra portuguesa), que habitualmente acompanham António Zambujo, contando também com a participação do Trio Madeira Brasil, do próprio Marcello Gonçalves (violão de sete cordas), Sérgio Valdeos e Zé Paulo Becker (vioção), Ronaldo do Bandolim (bandolim), João Moreira (trompete), Anat Cohen (clarinete), Paulino Dias (percussão) ou Marcelo Cadi (acordeão), entre outros.

As sessões decorreram entre Oeiras, Portugal, e o Rio de Janeiro, no Brasil.