Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

siga-nos

Perfil

Notícias

Getty Images

“Só volto se eles despacharem o Axl Rose”, diz Phil Rudd, ex-baterista dos AC/DC

O baterista não deverá regressar à banda australiana tão cedo, após ter sido condenado por posse de droga

Após ter saído dos AC/DC devido a problemas legais - foi condenado por posse de droga e por ameaçar de morte um funcionário - o baterista Phil Rudd afirmou que só regressará à banda quando Axl Rose sair.

Rudd, que foi substituído nesta última digressão dos AC/DC por Chris Slade, disse que a decisão de regressar à banda australiana está nas mãos do guitarrista Angus Young: "Se ele quiser que eu toque, é com ele - mas não quero tocar com o Axl Rose", declarou.

Em entrevista ao jornal neozelandês Bay of Plenty Times, o baterista revelou ainda ter sofrido, recentemente, um ataque cardíaco. "Agora já estou bem. Estava em casa e comecei a sentir uma forte dor no peito. As minhas artérias estavam bloqueadas, e [no hospital] disseram que tinha de ser operado", contou.

Os AC/DC têm sofrido várias alterações ao nível de pessoal durante a sua última digressão. Em 2014, o guitarrista Malcolm Young, fundador da banda, foi forçado a abandoná-la por sofrer de demência. Já Brian Johnson foi substituído por Axl Rose, devido a problemas de surdez. O baixista Cliff Williams deverá sair da banda no final desta tour.